Bate-papo sobre padrões de beleza e gordofobia na Fábrica de Cultura Brasilândia

Carregando mapa ....

Data / Hora
Date(s) - 16/08/2017
3:00 pm - 5:00 pm

Localização
Fábrica de Cultura Brasilândia

Colabore com a Agenda Preta

Categorias


A atividade, realizada com as aprendizes da Fábrica, discute o empoderamento e a importância de referências no processo de aceitação do corpo

 

 Para fomentar a discussão sobre padrões de beleza entre jovens, a Fábrica de Cultura Brasilândia, instituição da Secretaria da Cultura do Estado de São Paulo, gerenciada pela Poiesis, realiza no dia 16 de agosto, quarta, às 15h, o Bate-papo com as minas gordas. A programação é gratuita e livre para todos.

A atividade, conduzida por Camila e Maria Cecília, aprendizes da Fábrica de Cultura e estudantes do ensino médio, convida os participantes a refletir sobre padrões de beleza, gordofobia (preconceito contra pessoas gordas), aceitação, empoderamento e a importância de referências presentes na mídia para a representatividade. “A ideia do bate-papo é falar, a partir de experiências pessoais, sobre o processo de aceitação, de descobrir-se gorda, negra, e se aceitar assim, apesar das poucas referências na televisão, nos comerciais e em outros lugares”, conta Camila.

Qualquer um que não se encaixe nos padrões de beleza pode se sentir estigmatizado e, como resultado, desenvolver doenças como bulimia, anorexia e depressão, problemas comuns entre adolescentes. De acordo com a Pesquisa Nacional de Saúde do Escolar (PeNSE) 2015, do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), uma em cada cinco meninas brasileiras com idade entre 13 e 15 anos se acha gorda ou muito gorda. Entre as entrevistadas, 21,8% se consideram gordas ou muito gordas e o desejo de perder peso atinge 30,3% delas.

Comentários

comentários

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *